Camaragibe de Luto: Protesto foi realizado neste dia de finados contra Prefeito, Vice e Vereadores

Camaragibenses foram às ruas neste dia de finados, para as imediações do cemitério municipal e fizeram um protesto pacífico e inteligente. Faixas expondo a revolta contra o Prefeito Jorge Alexandre (PSDB), contra o Vice-Prefeito Bosco e contra os Vereadores, foram vistas nas ruas para demonstrar a indignação da população para com seus governantes.

O povo camaragibense não se calou, não se cala e não se calará!

#CamaragibeDeLuto

#JorgeEBoscoJáVãoTarde

#VereadoresJáVãoTarde

#FinadoPrefeitoJorgeAlexandreAdeus

 

20151102133542 (1) 20151102133542 (3) 20151102133542 (4) 20151102133542 (5) 20151102133542 (6) 20151102133542

O enterro do Prefeito de Camaragibe Jorge Alexandre

Em mais um ato contra a atitude arbitrária do Prefeito de Camaragibe Jorge Alexandre (PSDB), que extinguiu parte dos salários dos funcionários da saúde municipal, os servidores públicos promovem nesta manhã, ato de panfletagem no centro de Camaragibe.

Durante o ato, os servidores promovem um cortejo fúnebre, para o enterro simbólico de Jorge Alexandre. O ato está ocorrendo neste momento e vai ocupa as principais ruas do centro da cidade..

Nas imagens, um caixão com fotos do prefeito Jorge Alexandre, e uma coroa de flores com os dizeres JÁ VAI TARDE, são carregados na traseira de um carro.

*Atualização às 11:39: O Prefeito Jorge Alexandre desmerece mais uma vez os servidores da saúde e não quis atendê-los na prefeitura. Mais uma vez, o prefeito demonstra que não está nem ai pra luta dos trabalhadores…

AmGfN74bDwtgzSci-fghWN6f77O2AXSpmjLdcxGq3Wzo AtWiK3mOZJcp6PHdFjEYxw_ULGmpGnSRGcgjKGTfIUBp Ave1U_6YmskoezakZkvB7XRenm5eNKh0y4YSPBhCk4TL Al1kZNTt27VjO-uKH2LWLFTPTJI8euUuiVM2bpTfau1v ArudpJsQNXVnltxSs4d5DBFfTDFMN-tWXm4Wj-9zSBZU

Prefeito Jorge Alexandre desmerece ato dos Servidores da Saúde de Camaragibe e não os recebe em seu gabinete

O Prefeito de Camaragibe Jorge Alexandre (PSDB), em mais um ato de desprezo pela saúde municipal e pelos servidores da saúde do município, desprezou a presença de todos no ato que reinvidicava anulação do Projeto de Lei que acaba com a Gratificação SUS dos servidores da saúde municipal, e não os atendeu em seu gabinete.

Os servidores realizaram ato, das 8h às 11h30, em frente a Prefeitura e em seguida, seguiram em passeata até a Maternidade de Camaragibe.

O Prefeito Jorge Alexandre não teve coragem de receber os trabalhadores na prefeitura, mais uma vez demonstrando que a gestão não está nem ai para os servidores, e por consequência, para a saúde municipal.

Os servidores marcaram novo protesto a se realizar na próxima terça-feira, a partir das 8h da manhã, em frente a Câmara de Vereadores de Camaragibe. A motivação se dá pelo fato dos vereadores terem aprovado por unanimidade, o referido projeto.

Até lá, todos os trabalhadores da saúde de Camaragibe utilizarão preto durante o atendimento e, após o ato da terça-feira, poderão entrar em greve por tempo indeterminado.

Veja abaixo fotos do protesto de hoje:

image8

image7

image6

image5

image1

image4 image2image3

Moradores de Camaragibe reivindicam ações da prefeitura contra riscos de desmoronamento

protesto

As chuvas não impediram o protesto de moradores de Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife. Neste sábado, um grupo de pessoas se reuniu para reivindicar ações da prefeitura do município diante dos riscos de desmoronamento das casas. Segundo o internauta Reinaldo Adriano, residências da região estão desabando. O protesto ocorre no bairro do Vale das Pedreiras. A principal entrada do local está fechada.

Segundo a Secretaria-Executiva da Defesa Civil (Sedec), o volume de água registrado nas últimas 24 horas foi de 118 mm. A prefeitura de Camaragibe decretou estado de alerta.

http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/vida-urbana/2015/07/04/interna_vidaurbana,584690/moradores-de-camaragibe-reivindicam-acoes-da-prefeitura-contra-riscos-de-desmoronamento.shtml

Moradores de Camaragibe pedem reabertura de maternidade

maternidade

Um protesto reuniu cerca de 50 pessoas, na manhã desta terça-feira (31), em Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife, pedindo a reaberutra da Maternidade Amiga da Família, que funcionava no município. A unidade de saúde foi fechada para reforma em dezembro do ano passado.

Os manifestantes saíram em caminhada ocupando apenas uma das faixas da Avenida Belmino Correia, no Centro de Camaragibe, até a prefeitura. O grupo reclama que as grávidas do município estão sendo obrigadas a procurar atendimento nas cidades vizinhas, uma vez que essa era a única maternidade da região.

O governo municipal informou que acertou uma parceria com o governo de Pernambuco para concluir ainda em 2015 a reforma da unidade. Também de acordo com a prefeitura, está sendo analisada a possibilidade de aumentar em 30 leitos a capacidade da maternidade, entre outras melhorias. O pregão de licitação da obra da Maternidade Amiga da Família deve ser iniciado no dia 16 de abril.

http://g1.globo.com/pernambuco/noticia/2015/03/moradores-de-camaragibe-pe-pedem-reabertura-de-maternidade.html

———————————————-

Nota do Editor: Vale salientar que a Prefeitura resolveu às vésperas do protesto, colocar tapumes em volta da maternidade, pra mostrar que “está em obras”… Vale lembrar que desde janeiro a maternidade foi fechada mas apenas agora por conta do protesto, os tapumes foram colocados…

Seguem dois vídeos sobre o protesto:

Moradores se reúnem em frente a prefeitura de Camaragibe para pedir posse de terreno

Cerca de 40 moradores da comunidade João Paulo II, em Camaragibe, se reúnem na tarde desta quinta-feira (16), na frente da prefeitura do município para pedir a posse de um terreno. O grupo deseja saber com representantes do governo quem é o dono do terreno que residem atualmente para reivindicar a apropriação do espaço.

Uma viatura com policiais do 20º batalhão foi deslocada para o local. De acordo com informações do sargento Alaelson Avelino, alguns representantes da comunidade foram recebidos por pessoas da secretaria e o restante do grupo que se concentra na frente da prefeitura aguarda um retorno de forma pacífica.

http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/cidades/geral/noticia/2014/10/16/moradores-se-reunem-em-frente-a-prefeitura-de-camaragibe-para-pedir-posse-de-terreno-151380.php

Moradores de Cosme e Damião protestam em Camaragibe

pro01

Moradores de Cosme e Damião, em Camaragibe, Grande Recife, realizaramm protesto na manhã desta terça-feira (3) bloqueando os acessos ao bairro. Com barricadas de fogo, os manifestantes bloquearam o acesso ao bairro na Avenida Vale do Siriji e na Rua Boa Esperança.

De acordo com informações do presidente do Grupo Cultural e Social de Cosme Damião Rivaldo Elias de Lima, os moradores estão revoltados com a situação no entorno do estádio. “A gente só tem Arena e ao redor da comunidade está abandonada pelo poder público”, explica o líder da manifestação. “Estamos cedendo nossa casa para receber os convidados e ao redor dela está completamente abandonado”, completa Rivaldo.

pro02

O grupo reivindica o recapeamento nas principais vias de acesso ao Terminal Integrado, por onde passam o transporte coletivo e complementar. Ainda segundo o Rivaldo, as obras da Arena prejudicaram o calçamento na Rua Boa Esperança e na Avenida Portugal. Os manifestantes pedem ainda, o recapeamento com a reposição do paralelo e do asfalto nas três vias que dão acesso ao Terminal Integrado de Cosme e Damião.

pro03

Adeílson Souza, diretor de trânsito de Camaragibe informou que o tráfego foi sendo desviado pela Rua Guarany, no mesmo bairro. Agentes de trânsito acompanharam a manifestação que foi encerrada por volta das 10h30. O grupo formou uma comissão para discutir as melhorias do bairro. Os manifestantes irão se reunir com o Prefeito de Camaragibe, às 14h, na Associação dos Moradores do Cosme Damião.

http://ne10.uol.com.br/canal/cotidiano/jc-transito/noticia/2014/06/03/moradores-de-cosme-e-damiao-protestam-em-camaragibe-491211.php

 

Greve da PM enfraquece protesto contra copa em Camaragibe

A pouco mais de um quilômetro da Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata, cidadãos que deixaram os imóveis por causa da passagem da Copa do Mundo no Brasil realizaram nesta quinta-feira (15), em Camaragibe, o protesto contra a realização do Mundial. A manifestação, no entanto, acabou sendo enfraquecido por conta da greve da Polícia Militar.

prot3 prot2 prot1

O ato, organizado pelo Comitê Popular da Copa, ocorre alinhado a outros movimentos pelo País, inspirado pelo Encontro Nacional dos Atingidos por Megaeventos ocorrido em Belo Horizonte, no início de maio.

Em Camaragibe, aproximadamente 400 famílias – moradoras do Loteamento São Francisco – tiveram as casas demolidas para dar espaço ao alargamento da Avenida Belmino Correia, que liga o Recife a São Lourenço da Mata. O ato desta quinta era de resistência, para mostrar que pessoas têm sido vítimas da Copa. Elas argumentam que receberam valores abaixo do que deveria ser pago por suas casas e propriedades.

A dona de casa Adjailma  Pereira, 42 anos, foi uma das atingidas pelas obras de mobilidade. Ela e a família deixaram o imóvel, às margens da avenida principal de Camaragibe, para dar passagem às intervenções.

prot2

Adjailma morava na localidade desde que nasceu, junto com o pai e os irmãos. Segundo ela, a indenização dada pelo governo é bem abaixo da quantia que o imóvel valia. “Era uma terreno com três casas, pontos comerciais, na beira da estrada. Hoje eu moro de aluguel, porque o dinheiro não deu”, explica a moradora, cujo pai morreu em março último em virtude da complicação de um câncer.

“A Copa do Mundo é um investimento para o País, mas por outro lado é uma destruição para as pessoas de baixa renda”, acrescentou o ex-morador do Loteamento São Francisco, Jerônimo Oliveira, 72.

Um grupo de estudantes, com os rostos cobertos, se juntou ao grupo e aproveitou para criar confusão. A manifestação acabou se dispersando.

prot1

http://blogs.ne10.uol.com.br/jamildo/2014/05/15/greve-da-pm-ernfraquece-protesto-contra-copa-em-camaragibe/

 

Protesto termina com feridos após confronto com policiais em Camaragibe

prot

O protesto dos usuários do Terminal Integrado de Camaragibe que interditou a Avenida Belmino Correia na manhã desta quarta-feira (7) terminou em confronto entre manifestantes e policiais do Batalhão de Choque. Cerca de seis pessoas ficaram feridas por balas de borracha e bombas de efeito moral. O grupo bloqueou a via depois de protestar sobre os trilhos da estação. Desde a última terça-feira, os usuários aguardam o conserto do metrô. Milhares de pessoas ficaram sem transporte, ocasionando o enorme tumulto.

Os manifestantes atearam fogo em pneus e entulhos para bloquaros dois sentidos da via, formando duas enormes filas de carros. O Batalhão de Choque tentaram negociar, mas algumas pessoas estavam bastante exaltadas, o que motivou o confronto. Os policiais utilizaram bombas de efeito moral e balas de borracha para dispersar os manifestantes. Um dos feridos, um homem, foi atingido nas costas por uma bala de borracha.

Segundo o major da PM, Cleidson Canel, quatro pessoas foram detidas por vandalismo, incitação à violência e desacato à autoridade. Todos foram conduzidas para a delegacia. Integrantes da Frente de Luta pelo Transporte Público participaram do protesto. Alguns manifestantes reclamaram da truculência dos policiais durante o confronto, mas a polícia negou que alguém tivesse passado dos limites. “Não houve excesso por parte da polícia”, exclamou o major da PM.

Por volta das 11h20, ainda havia policiais na frente do TI Camaragibe, para evitar que o protesto começasse novamente. Nesta hora, muitas pessoas continuavam aglomeradas na área do terminal de ônibus. Nenhum veículo saía do local. Na porta da estação de metrô, os funcionários só permitiam a entrada das pessoas assim que o trem chegasse à plataforma.

http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/cidades/geral/noticia/2014/05/07/protesto-termina-com-feridos-apos-confronto-com-policiais-em-camaragibe-127197.php

Governo vai criar comissões para acompanhar famílias desapropriadas em Camaragibe

protesto

Em reunião realizada na manhã desta quarta-feira (26) com moradores de Camaragibe, o governo do Estado decidiu criar comissões para acompanhar a situação das famílias que tiveram suas casas desapropiadas para a constução do Terminal Integrado de Passageiros da cidade e o Ramal da Copa. O encontro aconteceu na Procuradoria Geral do Estado, depois de famílias realizarem uma manifestação em frente à PGE, na Rua do Sol, na última  sexta-feira (21). O ato foi organizado para pedir o pagamento de idenizações e assistência aos moradores que tiveram que deixar suas casas.

O encontro contou com a participação do procurador geral do Estado, Tiago Norões, de representantes das secretaria de de Asssistência Social, da secretaria de Desapropriação e da Companhia Estadual de Habitação e Obras (Cohab). Entre pautas abordadas na reunião, que contou com o apoio do Comitê Popular da Copa de Pernambuco, foram feitas exigências como pagamento de auxílio moradia, colaboração e acompanhamento da Procuradoria Geral do Estado na transposição das dificuldades judiciais, assistência as famílias retiradas de criação de uma proposta habitacional.

De acordo com Rodrigo Rafael, integrante do Comitê Popular da Copa de Pernambuco, comemorou o acordo. “É a primeira vez que o Governo de Pernambuco está olhando para a situação das famílias de Camaragibe. Os moradores tinha sido desapropriados e tinham que escolher entre ganhar o auxílio moradia ou, no valor de R$ 200, ou receber a idenização. Agora a Cohab propôs a criação de projeto para a criação de moradias. Uma nova reunião foi marcada com representantes da secretária de Assistência Social para definir como será realizado o apoio psicossocial as famílias, que apresentaram problemas psicológicos por causa das desapropriações.”

http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/cidades/noticia/2014/03/26/governo-vai-criar-comissoes-para-acompanhar-familias-desapropriadas-em-camaragibe-122767.php