Ponto negativo

A Copa está aí, por enquanto – pelo menos até sábado – o Brasil ainda está no páreo, e, salvo engano, os turistas brasileiros e estrangeiros estão se virando bem entre problemas de mobilidade, cambistas e gente que não fala inglês no meio do caminho.

Um problema que nem toda a organização do Mundial de futebol conseguiu resolver foi o da exploração sexual de crianças e adolescentes. A Rede Globo mostrou, no fim de semana, que Fortaleza é um dos centros do problema. O Correio Braziliense desta segunda foi mais a fundo: examinou como anda a prostituição infanto-juvenil em Manaus, Salvador, Fortaleza e Brasília.

A exploração explícita desapareceu dos pontos turísticos mais óbvios destas cidades, mas continua nas áreas mais afastadas, e também pela internet. Mas as profissionais do sexo estão decepcionadas – os preços dos “programas”, que tinham subido de acordo com a expectativa de ter dólares e euros aos montes por aqui, agora estão baixando. E a procura também está diminuindo, porque muitos torcedores vieram só torcer mesmo.

O alerta foi dado desde antes do Mundial e não seria neste mês de euforia que a situação seria resolvida. A Copa só joga os holofotes para a exploração de crianças e adolescentes com fins sexuais. É o Brasil que tem que fazer o dever de casa direitinho.

Por Cláudio Ferreira

Só vai dar Copa

Não tem jeito: a partir desta semana, o noticiário estará quase que totalmente dedicado à Copa do Mundo – aos jogos propriamente ditos e tudo o que cerca estádios, protestos, estrelas e autoridades.

Como o Nordeste tem quatro das 12 sedes, notícias de Recife, Salvador, Fortaleza e Natal não vão faltar. Desde as notícias boas – torcidas bem comportadas, facilidade de chegar aos hotéis e aos estádios, renda extra para as cidades, bons serviços para os turistas (nacionais e estrangeiros) – até as notícias ruins.

Um item que sempre preocupa a região quando há um afluxo extra de estrangeiros é a exploração sexual de crianças e adolescentes. Governos e ONGs têm se mexido, mas é preciso que a população como um todo esteja alerta para não permitir que este abuso se perpetue.

Estou pensando em ser contra a Copa…

Diante de tanta conversa estou pensando em ser contra a Copa.
Se chegar a conclusão de que sou contra a Copa, serei contra todas as Copas.
Serei contra a Copa na Africa, no Brasil, na Rússia, no Catar e em qualquer lugar do mundo. Pra que Copa? Ou devo ser contra apenas a Copa no Brasil? Ou será que só existem problemas sociais no Brasil? Será que estamos sós no mundo?
Serei também contra o Carnaval. Pra que carnaval? Já parou pra pensar o que poderia ser feito com o dinheiro que as prefeituras e governos estaduais gastam no Carnaval? E olhe que carnaval tem todo ano.
Serei contra o São João. Pra que festa de São João ?
Serei contra a queima de fogos no Réveillon. Pra que isso?
Serei contra os feriados, pois o pais para de produzir e arrecada menos impostos que poderiam ser investidos em educação.
Serei contra o vandalismo dos protestos que geram prejuízos as empresas e as prefeituras. Este dinheiro poderia ser gasto em ações sociais.
Serei contra o quebra quebra de ônibus, trens, metro, etc. quando os serviços por algum motivo param de funcionar. Este dinheiro poderia ser usado pra melhorar o salário dos policiais.
Serei contra shows patrocinados pelo poder público. Pra que show?
Serei contra a corrupção, não das instituições, mas das pessoas, sejam quem forem ou onde estiverem. Ou será que a corrupção existe a tão pouco tempo que e um problema pontual?
Serei contra todas as coisas que gastam dinheiro público que poderiam ser gastos em alimentação, saúde, educação, segurança e outras coisas mais.
Ou será que e melhor ser contra apenas o que não gostamos?
Ou o mundo tem que ser assim? Será que tem que existir esse tipo de coisas como o Carnaval que não serve absolutamente pra nada? Mas se não serve pra nada, porque tanta gente gosta e se gasta tanto dinheiro? Estamos falando de dinheiro público, mas poderíamos falar também de dinheiro ilegal que financia coisas das quais gostamos.
Enquanto não chego a uma conclusão definitiva, vou ser a favor da Copa e torcer pelo Brasil. Já conhece a história do copo meio cheio ou meio vazio? Vou ver o copo cheio e pensar em tudo de bom que um evento deste porte pode trazer para um pais. A união dos povos, a união da população em torno de uma causa, os investimentos em infra-estrutura, a luta contra o preconceito racial, etc. Depois da Copa, quer o Brasil ganhe ou não, vamos olhar o copo vazio. Espero sinceramente que este sentimento contra as mazelas da Copa, como obras superfaturadas, obras inacabadas, etc. não acabe com o final da Copa ou com o final da eleição, mas que continuemos lutando por um mundo melhor, um Brasil melhor, cada um fazendo a sua parte, nas nossas casas, nos nossos trabalhos, ensinando nossos filhos, nossas famílias. Na escola aprendemos que a família e a célula mater da sociedade. Hoje parece que já nem se liga muito pra isso. Chega de querer levar vantagem em tudo, certo?

Por Paulo Oliveira

***Texto recebido por email de um autor desconhecido e aqui reproduzido. A opinião do editor do blog é exatamente a mesma, por isso foi assinado.

Greve da PM enfraquece protesto contra copa em Camaragibe

A pouco mais de um quilômetro da Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata, cidadãos que deixaram os imóveis por causa da passagem da Copa do Mundo no Brasil realizaram nesta quinta-feira (15), em Camaragibe, o protesto contra a realização do Mundial. A manifestação, no entanto, acabou sendo enfraquecido por conta da greve da Polícia Militar.

prot3 prot2 prot1

O ato, organizado pelo Comitê Popular da Copa, ocorre alinhado a outros movimentos pelo País, inspirado pelo Encontro Nacional dos Atingidos por Megaeventos ocorrido em Belo Horizonte, no início de maio.

Em Camaragibe, aproximadamente 400 famílias – moradoras do Loteamento São Francisco – tiveram as casas demolidas para dar espaço ao alargamento da Avenida Belmino Correia, que liga o Recife a São Lourenço da Mata. O ato desta quinta era de resistência, para mostrar que pessoas têm sido vítimas da Copa. Elas argumentam que receberam valores abaixo do que deveria ser pago por suas casas e propriedades.

A dona de casa Adjailma  Pereira, 42 anos, foi uma das atingidas pelas obras de mobilidade. Ela e a família deixaram o imóvel, às margens da avenida principal de Camaragibe, para dar passagem às intervenções.

prot2

Adjailma morava na localidade desde que nasceu, junto com o pai e os irmãos. Segundo ela, a indenização dada pelo governo é bem abaixo da quantia que o imóvel valia. “Era uma terreno com três casas, pontos comerciais, na beira da estrada. Hoje eu moro de aluguel, porque o dinheiro não deu”, explica a moradora, cujo pai morreu em março último em virtude da complicação de um câncer.

“A Copa do Mundo é um investimento para o País, mas por outro lado é uma destruição para as pessoas de baixa renda”, acrescentou o ex-morador do Loteamento São Francisco, Jerônimo Oliveira, 72.

Um grupo de estudantes, com os rostos cobertos, se juntou ao grupo e aproveitou para criar confusão. A manifestação acabou se dispersando.

prot1

http://blogs.ne10.uol.com.br/jamildo/2014/05/15/greve-da-pm-ernfraquece-protesto-contra-copa-em-camaragibe/

 

Em Camaragibe, donos e corretores de imóveis festejam valorização

Os preços dos imóveis em Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife, subiram muito nos últimos meses. Os corretores comemoram a boa fase e acreditam que isso está acontecendo por causa da Copa do Mundo, como mostra reportagem do Bom Dia Pernambuco desta quinta-feira (1º).

A técnica de enfermagem Euzilene Bernardo Silva de Souza comprou uma casa de três quartos, no Alto do Buriti, há pouco tempo. Isso só foi possível por causa da super valorização do apartamento onde ela morava com a família: o imóvel foi comprado em 2011 por R$ 43 mil, através de um financiamento. A região valorizou tanto que, dois anos depois, ela vendeu o imóvel por R$ 120 mil, quitou o financiamento e com a diferença, comprou a casa à vista. “A gente preferiu vender o apartamento e comprar uma casa. O local não é tão legal, mas foi o que a gente conseguiu, sem ficar pagando mais nada. Pra gente, foi melhor”, define.

A corretora de imóveis Zélia Travassos acredita que a valorização aconteceu porque Camaragibe é vizinha de São Lourenço da Mata e da Arena Pernambuco, estádio que vai receber os jogos da Copa do Mundo. “Como é uma via de acesso para a Copa, toda essa região foi valorizada. Também acho que se deve aos investimentos do governo federal, através de programas como o ‘Minha casa, minha vida’. [Depois da Copa,] A cidade vai estar bem melhor, ruas asfaltadas, linha de ônibus, tudo isso vai facilitar o acesso dos moradores”, aponta.

Em 2011, a comerciante Cristiane Gomes de Lima comprou dois apartamentos de dois quartos para dar de presente aos filhos, cada um por R$ 46 mil. Agora um dos filhos vai morar na Europa e ela quer aproveitar a boa fase: vai vender o apartamento por R$ 120 mil e já sabe onde vai aplicar. “Quero investir em umas casas que eu já tenho, ampliar, para ver que realmente valeu a pena o investimento que eu fiz”, diz, pragmática.

http://g1.globo.com/pernambuco/noticia/2014/05/em-camaragibe-donos-e-corretores-de-imoveis-festejam-valorizacao.html

Comitê Popular da Copa denuncia situação de moradores de Camaragibe

moradores

O procurador geral do Estado, Tiago Norões, deve receber, nesta quarta-feira, moradores do Loteamento São Francisco e representantes do Comitê Popular da Copa de Pernambuco. O objetivo do grupo é denunciar a situação das famílias de Camaragibe, que tiveram as casas desapropriadas por conta das obras do Terminal Integrado de Passageiros da cidade e do Ramal da Copa.

A partir das 9h, o Comitê Popular da Copa, com o apoio do grupo Direitos Urbanos e outras entidades, fará uma vigília na Rua do Sol, para exigir  que as famílias sejam atendidas e que o governo do estado responda às solicitações.

Confira na íntegra, o documento com as solicitações elaborado pelo Comitê Popular da Copa de Pernambuco:

O Comitê Popular da Copa, os moradores e moradoras do Loteamento São Francisco (Camaragibe) e as entidades abaixo representadas vêm, por meio desta nota, reiterar a necessidade do Governo do Estado de Pernambuco oferecer a devida atenção às consequências das desapropriações realizadas no entorno do Terminal Integrado de Passageiros de Camaragibe, em virtude de sua expansão e da construção do Ramal da Copa (corredor Leste – Oeste) na localidade.

Diante das declarações do Procurador Geral do Estado, Thiago Norões, que chamou de “confusão” o ato pacífico realizado na última sexta-feira, dia 21 de março de 2014, na frente da PGE, acreditamos que o Governo de Pernambuco precisa se posicionar de maneira mais cuidadosa e responsável frente aos desdobramentos causados pela falta de assistência às famílias removidas, que além de perdas materiais e emocionais, vêm sofrendo com mortes, depressão e o agravamento de doenças de suas/seus entes queridas/os.

Uma vez que a construção do Ramal da Copa e do Terminal Integrado são de interesse do Governo do Estado de Pernambuco – e este utilizou de todos os recursos possíveis para remover as famílias – reiteramos que é de sua inteira responsabilidade oferecer o acompanhamento necessário para que a gravidade da situação, na qual ainda se encontram diversas famílias, seja resolvida o mais breve possível. Situação esta na qual destacamos as graves violações ao direito à moradia e à cidade de centenas de famílias, bem como a forte ameaça ao direito à saúde e, consequentemente, à vida.

Diante do panorama vivenciado durante todo o processo de negociação e efetivação das remoções, as famílias protocolaram na Procuradoria Geral do Estado uma carta com solicitações que visam minimizar parte dos danos causados por todo o processo, uma vez que diversos danos são irreversíveis.

Entre as propostas estão:

1. Colaboração e acompanhamento da Procuradoria Geral do Estado na transposição das dificuldades judiciais impostas no trâmite processual ao levantamento imediato das indenizações depositadas em juízo, principalmente nos casos em que não houve levantamento de qualquer quantia indenizatória; bem como o pagamento dos valores indenizatórios restante dos processos, tendo em vista que houve em alguns casos, a liberação de indenização referente somente às benfeitorias.

2. Pagamento do Auxílio Moradia para as famílias desapropriadas a partir do dia da desapropriação, inclusive retroativamente, sem o critério de renda mínima, para o recebimento do auxílio;

3. Assistência psicossocial para as famílias, especialmente para as/os idosas/os, tendo em vista o elevado número de casos de depressão e doenças que tem afligido a comunidade em razão dos impactos das desapropriações;

4. Discutir a proposta de projeto habitacional para as/os moradoras/es do Loteamento, tendo em vista as avaliações feitas muito abaixo do valor de mercado, o que inviabiliza a compra de imóvel nas mesmas condições da moradia anterior.

Diante da proposta apresentada, a Procuradoria se comprometeu a receber as famílias para uma reunião nesta quarta-feira, dia 26 de março de 2014, às 9h, na sede da própria PGE, a fornecer um relatório para o Comitê Popular da Copa contendo todas as informações sobre todas as famílias atingidas por remoções em Camaragibe, além de articular a presença das seguintes representações governamentais: Sr. Danilo Cabral, Secretário da Cidades; Tadeu Alencar, da Secretaria da Casa Civil; Srª. Analúcia Cabral, da Secretária Executiva de Desapropriações; Sr.Paulo Henrique Saraiva Câmara, Secretário da Fazenda; Sr.Paulo Moraes, Secretário Executivo de Justiça e Direitos Humanos; Sr. Flávio Figueiredo, do CEHAB; do Procurador Geral do Estado, Sr. Thiago Norões e representantes da Defensoria Pública.

Assim, solicitamos que as referidas representações estejam devidamente presentes neste diálogo e que os esforços na solução deste impasse sejam realizados com a mesma disposição com que o Governo do Estado procurou as famílias, há cerca de dois anos, para propor a remoção e a realização das obras que hoje estão em curso. Obras que não podem, sob qualquer pretexto, ser mais importantes do que a segurança física, emocional e psíquica das pessoas que construíram suas vidas na região.

Camaragibe, 24 de março de 2014

Comissão de Famílias do Loteamento São Francisco
Comitê Popular da Copa PE
Centro Dom Helder Câmara de Estudos e Ação Social – CENDHEC
Centro Popular de Direitos Humanos – CPDH
Coletivo de Luta Comunitária – CLC
Diaconia
Direitos Urbanos
ETAPAS
Federação de Órgãos de Assistência Social e Educação – FASE-PE –
Fórum Estadual de Reforma Urbana – FERU-PE
Frente de Luta pelo Transporte Público – FLTP
Frente Independente Popular – FIP
Habitat para Humanidade Brasil
Núcleo de Assistência Jurídica Popular – NAJUP-UFPE

http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/vida-urbana/2014/03/26/interna_vidaurbana,495979/comite-popular-da-copa-denuncia-situacao-de-moradores-de-camaragibe.shtml

Imagina na Copa

O problema da prostituição infanto-juvenil assola as grandes cidades litorâneas do Nordeste. Em alguns lugares, as autoridades temem que o mal se agrave durante os jogos da Copa do Mundo, por causa do aumento do fluxo de turistas estrangeiros.

O jornal O Globo do último sábado (22/03) alerta para o tema. Em Caucaia, região metropolitana de Fortaleza, a praia de Cumbuco é uma das que preocupam. O número de prostíbulos que promovem a exploração sexual de crianças e adolescentes saltou de cinco para 15 estabelecimentos.

A reportagem narra uma atividade estarrecedora. Diz que a partir de sexta-feira à tarde, vans saem de Fortaleza e de outras cidades para a Praia de Cumbuco, com meninos e meninas com idades entre 8 e 16 anos. Há denúncias de que hotéis e resorts da região permitem a entrada de adultos acompanhados destes meninos e meninas, sem nenhum controle.

Ainda temos três meses para a Copa – pouco para terminar obras, mas tempo suficiente para que a sociedade civil se mobilize e tente reverter esta expectativa de exploração de menores para fins sexuais, principalmente nas cidades-sede do Mundial de Futebol.

Por Cláudio Ferreira

Cláudia Leitte vai cantar a música oficial da Copa do Mundo do Brasil

cl

A cantora brasileira Cláudia Leitte fará parceria com Jennifer Lopez e o rapper Pitbull para cantar, We are One (Ole Ola), a música oficial da Copa do Mundo do Brasil. A música terá trechos em Português, em Inglês e Espanhol.

Além de ser destaque nacional, como uma das maiores cantoras do país, Cláudia Leitte tem a oportunidade mais uma vez de emplacar sua carreira internacional. A parceria e o evento internacional a colocarão na mídia de todo o planeta.

“Para mim é um prazer enorme representar meu país, somos um povo que sabe comemorar. Jennifer Lopez e Pitbull são dois seres humanos com corações gigantescos. Parecem dois brasileiros, vão sambar muito!”, disse Claudia Leitte, em coletiva de imprensa realizada no Rio de Janeiro.

Por Paulo Oliveira

As 32 seleções já escolheram seus locais de treinamento para a Copa do Mundo do Brasil

copa

As 32 seleções que participarão da Copa do Mundo do Brasil já escolheram onde irão se hospedar e treinar em preparação para a copa.

A lista tem uma diversidade incrível de cidades, e mostra como o Brasil tem locais com estrutura para abrigar centenas de pessoas, dentre atletas, comissão técnica, profissionais das seleções e jornalistas do mundo inteiro.

Além disso, podemos perceber, o lucro financeiro que algumas pequenas cidades  de interior terão com a presença das seleções! Dinheiro e impostos que geram emprego e renda para a população, além da visibilidade internacional para os municípios, são apenas alguns dos tantos benefícios trazidos pela copa ao país!

Confira a lista, separada por estados, e fique mais informado sobre a Copa do Mundo do Brasil, a Copa das Copas!

SÃO PAULO
Argélia – Sorocaba
Bélgica – Mogi das Cruzes
Bósnia – Guarujá
Colômbia – Cotia
Costa do Marfim – Águas de Lindóia
Costa Rica – Santos
Estados Unidos – São Paulo
França – Ribeirão Preto
Honduras – Porto Feliz
Irã – Guarulhos
Japão – Itu
México – Santos
Nigéria – Campinas
Rússia – Itu
Portugal – Campinas

RIO DE JANEIRO
Brasil – Teresópolis
Holanda – Rio de Janeiro
Inglaterra – Rio de Janeiro
Itália – Mangaratiba

BAHIA
Alemanha – Santa Cruz de Cabrália
Croácia – Salvador
Suíça – Porto Seguro

MINAS GERAIS
Argentina – Belo Horizonte
Chile – Belo Horizonte
Uruguai – Sete Lagoas

PARANÁ
Coréia do Sul – Foz do Iguaçu
Espanha – Curitiba

ESPÍRITO SANTO
Austrália – Vitória
Camarões – Vitória

SERGIPE
Grécia – Aracaju

RIO GRANDE DO SUL
Equador – Viamão

ALAGOAS
Gana – Maceió

Veja os grupos e a tabela da Copa do Mundo do Brasil

Camaragibe também precisa estar por dentro da Copa do Mundo que ocorrerá este ano em 12 estados do Brasil. E pensando nisso, a estreia da coluna CAMARÁ NA COPA, traz pra você os grupos da copa do mundo e a tabela com os jogos, dias, horários e local que cada seleção irá jogar, e vocês podem fazer o download desta tabela que disponível no site da Agência Brasileira de Comunicação! Dá pra imprimir e anotar os resultados do mundial, coisa que todo brasileiro gosta de fazer. Aproveitem!!!

Por Paulo Oliveira

 

grupos

tabelacompleta

Clique aqui e faça o download da versão pra impressão da tabela completa da Copa do Mundo do Brasil.